26 FEV 2022, 20h

  • CASA MUNICIPAL DA JUVENTUDE DE CACILHAS - Ponto de Encontro / Programação TRANSBORDA

BARRICADA - partilha da oficina-performance

MARCELO EVELIN

 

Classificação etária: M/12

Duração: 50 min.

Preçário: Adultos – €6 | Jovens, Seniores, Grupos (+10) – €5

Reservas: casadadanca@casadadanca.pt

 

Marcelo Evelin – Bailarino, coreógrafo e pesquisador. Vive entre Teresina e Amsterdão. Trabalha no Brasil, Japão e em vários países da Europa como artista independente a frente da Plataforma Demolition Incorporada, baseada no CAMPO, um espaço de Residência e Resistência das Artes Performáticas em Teresina, no Piauí. Seus espetáculos “De Repente Fica Tudo Preto de Gente”, “Batucada” e “A Invenção da Maldade” circulam atualmente por teatros e festivais do mundo. Ensina na Escola Superior de Artes de Amsterdão desde 1999 e vem criando projetos junto a Universidades e cursos de mestrado, entre eles ISAC (Bruxelas), Museu Reina Sofia (Madrid), EXERCE (Montpellier) e CND (Paris). Em 2019 recebeu o título de Doutor Honoris Causa pela Universidade Federal do Piauí. Recentemente criou “Drama” (2021) para La Manufacture (Lausanne, Suíça) e “La Nuit Tombe Quand Elle Veut” (2021) em colaboração com Latifa Laabissi.

 

 

 

Barricada é uma prática coletiva que propõe pensar proximidade como forma de resistência e o estar juntos como posição política. Uma figura coreográfica na qual um conjunto de corpos encadeados se articula e desarticula para marcar um momento no tempo e no espaço, questionando noções de autonomia para deslocar identidades e friccionar fronteiras.
O nome barricada refere-se às táticas populares de insurreição que surgiram no século XVI, estruturas improvisadas que são construídas como um movimento de confronto, mas também como espaço de proteção para uma determinada comunidade.
As barricadas são estruturas porosas, essencialmente coletivas, feitas de aglomeração improvisada de qualquer material, que deixam suas funcionalidades para formar um organismo único e plural.

O projeto Barricada vem sendo desenvolvido pelo coreógrafo Marcelo Evelin e a Plataforma Demolition Incorporada, desde Janeiro de 2019 nos seguintes contextos: ISAC – Instituto Superior das Artes Coreográficas – Bruxelas, Museu Reina Sofia – Centro de Estudios de Posgrado – Madrid (com a colaboração de Túlio Rosa), CND/ Camping– Paris, Universidade Shikoku Gakuin – Zentsuji, Porto Iracema das Artes – Fortaleza (BR), Residência Demolition Incorporada – Campo Arte Contemporânea – Teresina (BR), Festival NIDO – Rivera (UY).